Notícias Gerais do Segmento

Hoje, dia 01/02/2017, foi publicado no Grupo "Cultura de Segurança e Confiabilidade" do Linkedin, um excelente artigo de autoria do associado da Abrisco, José Lopes, que é atualmente Diretor da Interface Consultoria. O artigo (republicado na seção "Artigos" deste site e com acesso aberto a todos) aborda um tema de fundamental importância para toda a sociedade brasileira, e especialmente para os profissionais das áreas de gerenciamento de riscos e segurança: trata-se do terrível acidente ocorrido na Boate Kiss em 2013, que causou a morte de 242 jovens e ferimentos em outros 168. A importância do artigo do Lopes para a comunidade dos profissionais de risco e confiabilidade está principalmente na sua colocação da necessidade de uma investigação profunda e independente para o levantamento das causas básicas e raízes deste acidente, visando o aprendizado para se evitar uma nova ocorrência deste tipo. Nas palavras do Lopes: "É preciso entender quais fatores contribuíram para cada "causa imediata" listada na figura acima. Ocorreram dois comportamentos abaixo do esperado e seis condições inadequadas. Por que?"

Recomendamos uma leitura atenta do artigo do Lopes.

 

Um incêndio de grandes proporções atingiu a Refinaria de Duque de Caxias (REDUC) da Petrobras na última quarta-feira (18/01). Segundo informações preliminares, o incêndio teria iniciado após um vazamento de combustível da unidade 1210 e a fumaça escura pôde ser observada desde a Rodovia Washington Luis e Linha Vermelha.

Em comunicado, a Petrobras informou que o vazamento seguido de incêndio teria iniciado às 13:40h na Unidade de Destilação da REDUC e foi controlado pela Brigada de Incêndio. Além disso, a empresa informou que não houve feridos e que às 16h a unidade estava parada para avaliação das causas do incidente e eventual necessidade de manutenção. 

A Refinaria Duque de Caxias (Reduc) é uma das maiores do Brasil em capacidade instalada de refino de petróleo. A refinaria, que iniciou sua produção em 1961, é responsável por 80% da produção de lubrificantes e pelo maior processamento de gás natural do Brasil e possui o maior portfólio de produtos.

Para outras informações, consulte os links abaixo:

http://www.jb.com.br/rio/noticias/2017/01/18/incendio-de-grandes-proporcoes-atinge-tanques-da-reduc/?from_rss=opiniao

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/01/18/incendio-atinge-refinaria-de-duque-de-caxias-sindicato-pede-interdicao.htm

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/incendio-atinge-refinaria-de-duque-de-caxias-nesta-quarta-feira.ghtml

http://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2017-01-18/incendio-atinge-refinaria-em-duque-de-caxias.html

http://www.petrobras.com.br/pt/nossas-atividades/principais-operacoes/refinarias/refinaria-duque-de-caxias-reduc.htm

O fogo começou na tarde de ontem do dia 05 de janeiro, a partir de uma explosão em uma correia transportadora que alimenta o armazém da unidade de nitrato de amônia. O prédio teve evacuação imediata e nenhum funcionário ficou ferido. Um dos tanques da empresa explodiu, provocando um grande vazamento de nitrato de amônia. Seguiu-se então um grande incêndio do qual resultou a emissão de grande quantidade de fumaça tóxica, resultante da queima de nitrato, de cor laranja avermelhada.

Técnicos da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) estiveram no local e, com ajuda de um drone, monitoraram a área. Segundo o órgão, não há maiores riscos, embora o nitrato de amônia possa ter causado irritações nos olhos, na pele e no trato respiratório das pessoas.

O incêndio somente foi completamente extinto após 15 horas de atuação do Corpo de Bombeiros. Apenas um bombeiro precisou ser socorrido, vítima de intoxicação, tendo sido medicado e liberado.

Veja nota de esclarecimento sobre o acidente publicada pela Vale Fertilizantes no link:

http://www.valefertilizantes.com/valefertilizantes/noticiaDetalhada.asp?noticia_id=416&utm_source=google&utm_medium=cpc&utm_term=%2Bvale%20%2Bcubat%C3%A3o&utm_campaign=vale_fertilizantes_cubatao&gclid=CNqt0qnOttECFQcGkQodly8EsQ

Para outras informações, consulte os links abaixo:

http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,incendio-atinge-unidade-da-vale-fertilizantes-em-cubatao,10000098367

https://noticias.terra.com.br/brasil/explosao-provoca-incendio-em-unidade-da-vale-fertilizantes-em-cubatao,bfe04b5ee10e28547a0daa8396cdf2c4yyqlmbq6.html

http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-01/explosao-provoca-incendio-em-unidade-da-vale-fertilizantes-em-cubatao

 

A Guarda Costeira Americana informou que ocorreu um incêndio a bordo de uma plataforma no Golfo do México a cerca de 130 km de Grand Isle, Luisiania. O incêndio foi reportado às 2:30 e extinto às 6:15 AM, de acordo com a agência. A plataforma pertence à empresa Renaissance Offshore LLC.

Quatro pessoas a bordo pularam no mar e foram resgatados pelo barco de apoio Mary Wyatt Milano.

Não houve informe de vítimas nem de vazamento de óleo em consequência deste acidente. As causas do mesmo estão em investigação.

Para mais informações, consulte os links:

http://www.uscgnews.com/go/doc/4007/2910798/Coast-Guard-responds-to-oil-platform-fire-in-the-Gulf-of-Mexico

http://abcnews.go.com/US/wireStory/coast-guard-fire-burns-oil-platform-gulf-mexico-44568660

https://petroglobalnews.com/2017/01/u-s-coast-guard-responds-to-gulf-of-mexico-platform-fire/

 

Um incêndio foi reportado na Plataforma Deepsea Atlantic na última quarta-feira (04/01), enquanto operava no Mar do Norte. Segundo notícias, a situação foi controlada uma hora depois de detectada. O porta-voz da Statoil afirmou ao site norueguês Offshore.no que a sonda não estava em perfuração no momento do incidente. Porta-voz da PSA confirmou que o caso foi reportado às autoridades norueguesas. Não há informação sobre feridos.

A plataforma, de propriedade da Odfjell Drilling, opera no desenvolvimento do campo Johan Sverdrup para a Statoil. A produção no campo está planejada para iniciar em 2019.

Para mais informações, consulte os links:

http://offshore.no/

http://www.offshoreenergytoday.com/fire-breaks-out-on-deepsea-atlantic-rig-off-norway/

https://www.energyvoice.com/oilandgas/north-sea/128371/investigation-fire-north-sea-rig/

http://www.offshoreenergytoday.com/deepsea-atlantic-rig-fire-incident-under-investigation/?utm_source=emark&utm_medium=email&utm_campaign=daily-update-offshore-energy-today-2017-01-11&uid=231502

Um incêndio de grandes proporções aconteceu no dia 01/12/16 na Refinaria de Sannazzaro de´ Burgondi da companhia petrolífera ENI situada a 40 km ao sul de Milão. Apesar da magnitude do incêndio, que gerou chamas e nuvem de fumaça que podiam ser vistas a muitos quilômetros de distância, não houve vítimas deste acidente. O incêndio somente foi controlado após muitas horas de combate.

Por medida de precaução, foi recomendado à população das comunidades vizinhas que permanecessem em casa, mas medições realizadas pelo sistema de monitoramento da qualidade do ar não chegaram a indicar índices perigosos de produtos tóxicos ao nível do solo. Tipicamente como acontece com a imensa maioria dos incêndios de grandes proporções em locais abertos, a nuvem de fumaça tende a subir muito por conta da sua elevada temperatura, como pode ser visto nas fotos deste evento.

Detalhes do acidente ainda não foram revelados e as suas causas estão sendo investigadas pela ENI. Segundo a imprensa italiana, este foi o terceiro incêndio ocorrido nesta refinaria no último mês, a qual é uma das maiores da Itália.

Mais informações podem ser conseguidas nos links abaixo:

Um incêndio que irrompeu nesta terça-feira dia 22/11/16 na Refinaria de Baton Rouge, Luisiana, deixou quatro trabalhadores em estado crítico. A refinaria, de propriedade da ExxonMobil, é a quarta maior dos EUA, com uma capacidade de refino de 503.000 barris/por dia.

O incêndio aconteceu na unidade de alquilação da refinaria, quando a unidade estava sendo preparada para repartir após um serviço de manutenção. Segundo fontes da imprensa americana, um compressor explodiu durante a tentativa de repartida, dando origem ao fogo. O acidente aconteceu na parte da manhã e o incêndio foi extinto por volta das 16:00 horas (hora local).

Dos quatro feridos, dois são subcontratados e dois são operadores da ExxonMobil. Uma investigação foi instaurada imediatamente para buscar as causas do acidente.

Para maiores informações, consulte os links abaixo:

http://fortune.com/2016/11/23/exxon-fire-baton-rouge/


http://petroglobalnews.com/2016/11/four-injured-by-blaze-at-exxonmobil-baton-rouge-refinery/


http://www.reuters.com/article/us-refinery-fire-exxon-idUSKBN13H2KV

 

Já chega a vinte o número de mortos em consequência da forte explosão seguida de incêndio em um navio-tanque que estava sendo desmontado no Paquistão. Segundo fontes internacionais, fragmentos do navio chegaram a atingir a mais de um quilômetro de distância. Mais de 50 trabalhadores envolvidos na operação de desmonte do navio resultaram feridos. O navio estava sendo desmontado em um estaleiro de desmonte na cidade de Gadani situada a 45 km de Karachi. A explosão aconteceu no dia 01/11/16 no tanque de combustível do navio. 

Até ontem (03/11) o incêndio continuava no interior do navio, onde muitos trabalhadores ficaram encurralados pelo fogo. Ainda segundo fontes internacionais, as condições de segurança do trabalho no estaleiro eram muito precárias, onde os operários trabalhavam sem os equipamentos básicos de proteção individual.


O proprietário do estaleiro está foragido e está sendo procurado pela polícia juntamente com outras três pessoas consideradas responsáveis pelas atividades no estaleiro, inclusive o proprietário da empresa subcontratada encarregada do desmonte. Uma quinta pessoa também na lista dos responsáveis foi presa pela polícia paquistanesa.


Para mais informações, consulte os links:

http://www.aljazeera.com/news/2016/11/oil-tanker-explosion-pakistan-kills-dozens-161102074643637.html

 

https://www.geo.tv/latest/119390-Death-toll-from-blast-at-Gadani-ship-breaking-yard-mounts-to-16

http://indianexpress.com/article/world/world-news/death-toll-in-pakistan-shipbreaking-yard-explosion-rises-to-18-3733895/

http://edition.cnn.com/2016/11/01/asia/pakistan-ship-breaking-yard-explosion/

 

 

 

 

 

Pelo menos 3 pessoas morreram e 25 ficaram feridas (alguns em estado crítico) após uma grande explosão seguida de incêndio que ocorreu no dia 17 de outubro no complexo da BASF em Ludwigshafen na Alemanha. Pelo menos duas das três vítimas eram brigadistas.

As causas do acidente ainda estão sendo investigadas, mas segundo informações da BASF à imprensa internacional, o acidente ocorreu durante trabalho na região dos dutos (possivelmente uma tubovia) que transportam produtos e matérias-primas entre a fábrica e o porto.

A produção do complexo ficou parada durante os três primeiros dias depois do acidente, mas os fornos craqueadores de nafta voltaram a funcionar depois daquele período.

A cidade de Ludwigshafen é tragicamente conhecida da segurança de processo por ter sido o local de ocorrência da famosa explosão de nitrato de amônia na fábrica da BASF em Oppau (subúrbio de Ludwigshafen) em 1921. Aquela explosão catastrófica causou cerca de 500 fatalidades e destruiu propriedades em um raio de 30 km.

Para maiores informações, favor consultar os links abaixo:

http://www.bloomberg.com/news/articles/2016-10-17/basf-reports-explosion-at-its-biggest-site-in-ludwigshafen

https://www.theengineer.co.uk/basf-restarts-production-at-ludwigshafen-after-fatal-explosion/

http://www.bbc.com/news/world-europe-37676974

http://www.reuters.com/article/us-basf-blast-fire-idUSKBN12H12R?il=0

https://www.youtube.com/watch?v=CE0iGRrgtLA

https://www.youtube.com/watch?v=xPEy72MBn88

Nesta última quarta-feira dia 17/08 teve início um grande incêndio nos tanques de estocagem de
combustível da Refinaria da Puma Energia localizada na cidade de Porto Sandino, na costa oeste da
Nicaragua.

Depois de três dias os bombeiros nicaraguenses ainda lutavam para controlar o incendio e desde a sexta-
feira passaram a contar com a ajuda de especialistas americanos em combate a este tipo de incêndio.

Segundo relatos locais, as chamas começaram com a explosão de un tanque de combustível com capacidade
para armazenar cerca de 150.000 barris e, após algum tempo, propagaram-se para outro tanque vizinho.

As informações das autoridades locais indicam que não houve vítimas fatais em decorrência do incêndio. Inicialmente o incêndio não havia chegado a afetar as comunidades vizinhas, onde moram cerca de 6.000 pessoas. Posteriormente em função da grande quantidade de fumaça, as autoridades decidiram pela evacuação de cerca de 200 famílias residentes na área mais próxima à refinaria.

Puma Energia, con sede na Suíça, comprou em 2011 esta que é a única refinaria de petróleo da Nicaragua,
que anteriormente era administrada pela petroleira americana Esso. A planta tem quatro tanques de
estocagem de combustível em Porto Sandino.

Para mais informações, consultem o link: http://www.tn8.tv/cronica-tn8/342661-infierno-desata-planta-
puma-puerto-sandino/

Página 1 de 2

Onde estamos

ABRISCO

Rua do Hospício, 194    Sala 1106

Boa Vista, Recife PE   CEP: 50060-080

Tel: (21) 98859-8800

Nossas Redes Sociais

pop congresso.v3